sábado, 9 de abril de 2011

A Web em eras



Web 1.0 –“conexão de informação” Nesta era o usuário era meramente um leitor das informações publicadas e os sites eram estáticos (não possibilitavam interação com os usuários)

.

São exemplos de aplicações da web 1.0 os buscadores altavista e Yahoo; os serviços de e-mail Yahoo e AOL; e sites como o portal terra.







Web 2. 0 –” conexão entre pessoas” Nesta era o usuário passa a ser um seguidor da informação, podendo ser também um co-autor. A facilidade de publicação de informações na web 2.0 é grande e com isso o destaque desta era é o compartilhamento de informações e colaboração em aplicações.

São exemplos de aplicações da web 2.0 as redes sociais e aplicações como Orkut, facebook, twitter, tumbrl, my space, Google docs, gmail, Wikipédia, wordpress, last FM, delicious, flickr e youtube.





Web 3. 0 “conexão com conhecimento” Nesta era destaca-se um uso mais “inteligente” das informações na web. Alguns também chamam a web 3.0 de web semântica.

Um exemplo de aplicação da web 3.0 é a ferramenta de busca semântica Hakia.






Web X.0 “conexão com a inteligência” A nomenclatura "Web X.0" engloba todas as possíveis evoluções da web nas próximas décadas. Nesta era destacam-se aplicações cada vez mais “presentes” no cotidiano do usuário e estendendo-se fora da rede.

Um exemplo de aplicação da web X.0 é a ferramenta Google googles.

4 comentários:

  1. A internet é sem dúvida o que podemos considerar grande descoberta, mais que isso ela tem sido responsável por promover uma transformação jamais percebida em toda sociedade. Nas casas, no trabalho e na vida cotidiana de forma quase natural tem ganhado espaço e influenciado nossos comportamentos.
    Como expoentes desse novo rumo da web destacam-se novos meios de publicação, como blogs, fotologs, podcasts, videocasts, por exemplo, e comunidades virtuais como Flickr, Orkut, MySpace e Second Life entre outros.
    Porém, a despeito de todas essas mudanças, tudo que hoje se está chamando de Web 2.0 já existia antes do termo ser criado. O grande diferencial é a importância crescente do conteúdo gerado pelos usuários nesses serviços de Internet, o que tem estimulado conseqüentes discussões a respeito do potencial de comunidades virtuais para gestão da informação e conhecimento.
    Neste cenário de tantas mudanças percebemos a dificuldade de nos situarmos e de acompanharmos em tempo real a evolução da internet. Apesar de se tornar cada vez mais usada e necessária é possível prever que esse avanço está longe do fim.

    ResponderExcluir
  2. Ainda não tinha visto esse termo "Conexão com a inteligência" como forma de descrever a Web X.0 e achei bastante interessante.
    Como vimos na Web 3.0, houve uma mudança de foco. Este passou da informação para o conhecimento, com o advento de novas ferramentas e com o crescimento da interatividade e da conexão entre os usuários.
    Na minha opinião, também ocorre uma importante mudança de contexto na Web X.0.
    Isso ocorre, pois tudo fica focado no usuário e as ferramentas da web passam a ter participação direta na vida de quem interage com elas.
    Dessa maneira, podemos dizer que a Web se torna "inteligente", de maneira humana mesmo.
    Devido a este fato, achei interessante a definição da web X.0 como "Conexão com a inteligência"

    ResponderExcluir
  3. Solange tem razão, a chamada Web 2.0 foi uma evolução natural da Web, com técnicas mais modernas e maior participação dos usuários. Esse avanço não deve terminar por agora, a evolução é constante.

    A Web cada vez mais focada e mais presente na vida do usuário, como Alyne mencionou, parece ser o próximo passo nessa evolução.

    ResponderExcluir
  4. As pessoas buscam cada vez mais comodidade, e as tecnologias vão evoluindo para isso. A Web X.0 promete isso. Equipamentos eletronicos que interagem diretamente com as pessoas de forma inteligente, por exemplo.
    A tendência é o que o Fernando disse: Web cada vez mais focada e mais presente na vida do usuário.

    ResponderExcluir